Entrevistas

ENTREVISTADO DO MÊS РArmandinho, por ele mesmo

Mesmo sendo reconhecidamente o maior e mais forte Estado do Norte e Nordeste na pr√°tica do Futebol de Mesa, Pernambuco ainda se arrasta neste esporte.

Vendo outros Estados, que come√ßaram a praticar as modalidades Oficiais estando em crescimento superior, tentarei esplicar por que Pernambuco n√£o consegue deslanchar, levando em conta o excelente potencial de botonistas existentes, devidamente comprovado e reconhecido em todo Brasil pelas belas campanhas nas competi√ß√Ķes Nacionais.

Pela minha experi√™ncia de 40 anos de jogo de Bot√£o no Estado, e 21 anos disputando competi√ß√Ķes Nacionais em v√°rias regras, segue esta entrevista na qual procuro apenas responder e dar minha opini√£o sobre as principais perguntas que costumeiramente me s√£o feitas.

O América deverá ser o próximo clube a se filair a FPFM

O América deverá ser o próximo clube a se filair a FPFM

Nome : Armando Francisco da Silva Filho – Armandinho

E-mail: Armandinho@terra.com.br

Contato :  81- 9146.2605

Federação :  Pernambucana de Futebol de Mesa

Regra que pratica : 12 toques

Nome do time em que costuma jogar :  Barcelona

Time de futebol de coração : Santa Cruz

Entrevista

1. Armandinho, muitos vão estranhar essa entrevista, por que fazer uma entrevista com você mesmo?

Res. Na verdade não se trata de uma entrevista comigo mesmo, é que em Pernambuco o Futebol de Mesa não tem nenhuma atenção da mídia sendo assim pouco divulgado, como tenho em mãos este meio de comunicação, pensei em responder algumas perguntas que sempre me são feitas e, eu sendo um dos que estão à frente da FPFM nunca tive oportunidade de externar, esplicando como e porque o Jogo de botão é tão pouco conhecido e reconhecido no Estado, embora seja tão bem representado em todo País.

2. O Futebol de Mesa tem crescido muito, qual sua opini√£o sobre ele em Pernambuco?

Res. Realmente ele cresceu muito, porém aqui em Pernambuco continua engatinhando.

3. Para você qual o motivo desse pequeno crescimento no Estado, em relação aos outros?

Res. Acredito que foi a importa√ß√£o das regras, nenhuma das tr√™s regras oficiais, Baiana de 1 Toque, Carioca (Confederada) de 2/3 Toques e Paulista de 12 Toques representava a tradi√ß√£o do jogo de Bot√£o em Pernambuco. Quando comecei a jogar bot√£o na d√©cada de 60, em todos os locais do Estado se jogava a Regra ‚ÄúLeva-Leva‚ÄĚ que √© uma regra um pouco parecida com a de 12 Toques.

Basicamente se jogava assim em qualquer local com varia√ß√Ķes m√≠nimas, dependendo de quem organizava as competi√ß√Ķes.

4. Sim, mas se pratica hoje em Pernambuco só as Regras Oficiais ou ainda perdura essa tradição da Regra Leva- Leva?

Res. Aqui em Recife ainda tem n√ļcleos de botonistas jogando Leva-Leva em vers√£o um pouco atualizada isso devido √† ades√£o de alguns jogadores √† Regra 12 Toques, eu inclusive, conseguimos implantar esta quantidade de toques no Leva-Leva.

5.  Sim, mas se esta regra é parecida com a Oficial de 12 toques por que não atrai mais adeptos da regra “Leva-Leva para a Regra Oficial?

Res. Principalmente por causa dos bot√Ķes, a regra Leva-Leva, que j√° foi apelidada de ‚ÄúFogo Tebei‚ÄĚ √© jogada em campo bem maior, com bot√Ķes tamb√©m muito maiores.

Saliento que s√£o bot√Ķes muito bonitos e feitos por um excelente fabricante aqui de Recife. Sendo assim muitos tradicionalistas, que tem esses tipos de bot√Ķes, n√£o querem deixar de jogar com eles e seus padr√Ķes ferem frontalmente aos exigidos na Regra oficial de 12 Toques.

6.  E com relação às três regras oficiais, existem conflitos ou elas são jogadas normalmente no Estado.

Res. Na verdade no Estado se jogam as tr√™s regras, mas como relatei no in√≠cio, a entrada das regras oficiais se deu de maneira casual e por insist√™ncia de botonistas que, por terem jogado em outro Estado, as trouxeram para Pernambuco. Hoje as Regras oficiais s√£o praticadas em Clubes e Associa√ß√Ķes diferentes e sem conflito.

7. E ent√£o, como as regras oficiais entraram em Pernambuco e como s√£o praticadas hoje em dia.

Res. Quando foi fundada a FPFM, na década de 80, tínhamos um jornalista de bastante prestígio em Recife chamado Ivan Lima que veio da Bahia e como tinha a mídia a sua disposição conseguiu implantar a Regra Baiana em Recife embora ela fosse totalmente diferente do que se jogava aqui.

N√£o considero que houve crescimento nesta Regra de 1 Toque, tanto que mesmo nestes 30 anos realizando competi√ß√Ķes Interestaduais e participando de competi√ß√Ķes nacionais, ela √© praticada em apenas um clube amador n√£o tendo nem 30 botonistas.

8.  Sim, e as outras duas regras?

Res. A Regra Confederada 2/3 Toques não sei com ela começou, eu que jogava a Regra Pernambucana, que não é oficial, conheci a Regra Confederada na AABB Recife, que era um dos clubes que fundaram a FPFM, comecei a jogá-la ingressando na Federação em final dos anos 80.

Coincidentemente, em uma viagem a trabalho para São Paulo, fui convocado para disputar o primeiro Campeonato Brasileiro da Regra 12 Toques, por ser filiado a FPFM e a competição acontecer no mesmo período em que ficaria lá. Gostei e fiquei jogando a Regra até hoje.

9. Ent√£o voc√™ √© um dos ‚Äúimportadores‚ÄĚ de Regra para Pernambuco e consequentemente respons√°vel pela implanta√ß√£o de uma Regra que √© conflitante com as tradi√ß√Ķes do jogo de Bot√£o no Estado?

Res. Realmente fui eu que implantei a Regra Oficial 12 Toques em Recife, assim que a conheci em S√£o Paulo achei muito parecida com as que eram jogadas aqui.

Quando crian√ßa jogava o Leva- Leva e acreditava que fazendo algumas adapta√ß√Ķes poderia atrair esses botonistas para a Regra Oficial de 12 Toques, afinal n√£o seria tanto conflito assim, tanto que hoje em dia os n√ļcleos tradicionais que conhe√ßo n√£o se joga o Leva- Leva como antigamente (com o n¬ļ de toque √† vontade), mas no limite dos 12 toques como na Regra Oficial.

Mas, ratificando o que falei anteriormente, os modelos e tamanho dos bot√Ķes ainda √© o maior empecilho.

10.¬†¬†¬†¬† Mas voc√™ procurou esses n√ļcleos, o que fez para atrair os botonistas para a Regra Oficial Brasileira de 12 Toques?

Res. Eu procurei alguns importantes locais onde se jogava e joga at√© hoje, a regra Leva- Leva, mostrei a vantagem de se jogar em Regra Oficial, o interc√Ęmbio, salientando que a mudan√ßa seria pouca em rela√ß√£o √† Regra, apenas modificar√≠amos os bot√Ķes e tamanho dos campos e barras, j√° que a bolinha era a mesma.

Cheguei a disputar campeonatos com eles, na regra deles, mesmo assim só consegui trazer alguns botonistas para a Regra Oficial e estão conosco na Federação até hoje.

Acredito que, pelo potencial de alguns jogadores desses n√ļcleos independentes, se todos viessem se agregar a Regra de 12 Toques, com certeza ficar√≠amos mais fortes.

11.¬†¬†¬†¬† Voc√™ citou a Regra Pernambucana ainda a pouco, ela √© a Leva ‚Äď Leva?

Res. Não, essa Regra talvez seja uma das mais antigas do Estado, para mim é uma das melhores ou se não for a melhor e mais difícil regra, comecei a praticá-la na minha juventude e foi lá que aprendi a jogar.

Nesta Regra n√£o dava pra fazer pequenas adapta√ß√Ķes como a Leva-Leva, mesmo assim ainda consegui convencer aos adeptos implantar parte da Regra Oficial de 12 Toques, como, por exemplo, a quantidade de Toques e o campo.

A Regra foi considerada Pernambucana por ter sido registrada e ter uma turma forte e organizada, por√©m, a meu ver, em longo prazo ela se extinguir√°, pela dificuldade, falta de interc√Ęmbio e estar restrita a um pequeno grupo de poder absoluto, em um √ļnico local de Recife e com menos de 30 jogadores.

12.¬†¬†¬†¬† Finalmente, em Pernambuco quantos n√ļcleos s√£o filiados a Federa√ß√£o Pernambucana e praticam as Regras Oficiais?

Res. Quando a FPFM foi criada em 1986, foram fundadores cinco Clubes, o Santa Cruz, o Sport, a AABB Recife, o Clube dos Correios e a Clube do Gin√°sio de Esportes Gerald√£o.

Destes, atualmente apenas a AABB Recife e o Sport est√£o praticando o Futebol de Mesa e na Regra 12 Toques.

O Santa Cruz est√° licenciado e o Gerald√£o e os Correios se desligaram.

Nestes √ļltimos anos conseguimos a ades√£o do Clube CHESF, N√°utico, Liga Jardim Brasil e AABB Caruaru.

A CHESF e o N√°utico est√£o sem praticar o esporte, mas temos a Liga Jardim Brasil e a AABB Caruaru bastante fortes e atuantes, todos jogando 12 Toques.

Sei que o Clube Ferrovi√°rio tamb√©m pratica o Futebol de Mesa, √ļnico na Regra de 1 Toque, mas acho que ainda n√£o est√° devidamente regularizado na FPFM.

Quanto a Regra Confederada Р2/3 Toques, acredito que só está sendo praticada na cidade de Moreno, interior de Pernambuco, mesmo assim não tem clube algum filiado a FPFM e devidamente cadastrado.

13.     O que você acha que pode fazer para fazer crescer o Futebol de Mesa em Pernambuco?

Res. O fortalecimento dos clubes, jogando qualquer das Regras Oficiais, principalmente dos grandes clubes de Futebol.

Se tivéssemos a volta do Náutico e do Santa Cruz e um apoio de alguém ligado a mídia que gostasse do Futebol de Mesa e ajudasse a divulgar certamente teríamos um crescimento como aconteceu no Rio de Janeiro, por exemplo.

Neste momento estou em processo de implantação do Departamento Amador de Futebol de Mesa no América Futebol Clube, este Clube é bastante conhecido e tradicional no Estado e está retornando a 1ª divisão do Futebol Pernambucano depois de muitos anos.

Espero dentro de pouco tempo ter mais um n√ļcleo de Futebol de Mesa no Estado.

14.     Que mais gostaria que acontecesse de modo a melhorar o Futebol de Mesa em Pernambuco.

Res. Que as pessoas que gostam do jogo de bot√£o, n√£o s√≥ em Pernambuco, mas em qualquer local do Brasil independente da Regra e tipo de modalidade que pratiquem, procurem as Federa√ß√Ķes ou clubes filiados.

Sempre que participo das competi√ß√Ķes Nacionais e tenho contato com as pessoas diretamente envolvidas no Futebol de Mesa, sinto a boa vontade e a receptividade de todos dirigentes em receber de bra√ßos abertos as pessoas que desejam ingressar neste Esporte que para mim at√© hoje s√≥ ampliou a rela√ß√£o de amigos.

ENTREVISTADO DO M√äS – JO√ÉO GIL – 1¬ļ CAMPE√ÉO BRASILEIRO 12 TOQUES

Claudiney Maia - Laguna - Michilin - Armandinho - Mauro e Gil

Claudiney Maia - Laguna - Michilin - Armandinho - Mauro e Gil

Conheci Gil, quando fui disputar o 1¬ļ Campeonato Brasileiro de Futebol de¬†Mesa em S√£o Paulo.¬†

Embora se “jogasse¬†¬†bot√£o” em todo Brasil a modalidade 12 Toques foi desenvolvida em S√£o Paulo¬†e eu era um iniciante na Regra j√° bastante ativa naquele Estado.

Fiquei surpeendido com o nível técnico dos botonistas, principalmente dos garotos sempre incentivado pelos baluartes Della Torre, Atienza, Elvio, Elcio, Muradian e muitos outros que conseguiram desenvolver e formatar essa modalidade que é a mais jogada no Brasil hoje.

O que mais me impressionou em nosso entrevistado era sua postura na mesa, onde sempre se mostrou honesto, prestativo e educado, sinceramente torci por ele nas finais e fiquei feliz quando ganhou o Campeonato.

Infelizmente, acredito que por enquanto, ele deixou de ser um mestre na mesa de bot√£o para ser um dos dj¬īs mais querido de S√£o Paulo.

 

Gil agora DJ profissional

Gil agora DJ profissional

Segue a entrevista que fiz com ele através de e-mail, na torcida do seu retorno ao convívio dos botonistas.

Armandinho

PERFIL

NOME: JOÃO LUIZ GIL FERREIRA

SITE / E-MAIL / CONTATO ‚Äď djjoaogil@gmail.com ‚Äď (11) 9405.5851

NOME DO TIME QUE COSTUMA JOGAR: PALMEIRAS

¬†FEDERADO A ALGUM CLUBE / LIGA / FEDERA√á√ÉO/ REGRA QUE PRATICA: FEDERA√á√ÉO PAULISTA DE FUTEBOL DE MESA ‚Äď LICENCIADO – PRATICA: 12 TOQUES

TIME DE FUTEBOL DO CORAÇÃO: S.E. PALMEIRAS

 

ENTREVISTA

1.¬†¬†¬†¬†¬† Gil, voc√™ era uma das grandes revela√ß√Ķes do Futebol de Mesa quando ele foi regulamentado como esporte amador oficial no Brasil, como voc√™ iniciou neste esporte?

R-    Através dos botonistas Nelson Sacks e Antonio Maria Della Torre.

2.¬†¬†¬† Voc√™ foi o 1¬ļ Campe√£o Brasileiro quando o Futebol de Mesa foi oficializado, Quem era seu incentivador neste esporte?

R-¬† Sem d√ļvida o mestre Della Torre, o maior incentivador deste esporte e ¬†¬†tamb√©m do grande Geraldo Atienza, mas devo muito a dois amigos que fizeram meu jogo evoluir, Paulo Michilin e Mauro Michilin.

3.  Lembro-me que você sempre foi um gentleman na mesa e procurava ajudar aos iniciantes, o que você acha dos botonistas de hoje e qual conselho você dá aos que estão começando?

R РMuito treino, muita dedicação e muita disciplina.

4. No Campeonato Brasileiro que você ganhou, na 1ª Etapa da partida do jogo final você não conseguia acertar o gol por insistir em chutar por cima do goleiro, lembra que lhe falei para chutar nos cantos, você mudou a forma de chutar e ganhou, você achava feio fazer gol rasteiro nos cantos?

R.¬†¬†¬†¬† Aquilo foi uma situa√ß√£o especial, continuo achando bonito, o gol em que a bola entra… rs…

5. Com a grande quantidade de games com jogos de futebol, você acha que a tendência são as crianças não mais quererem jogar botão e o que fazer para atraí-las para o Futebol de mesa?

R.¬†¬†¬†¬† Atrav√©s de competi√ß√Ķes bem organizadas e tamb√©m de pai para filho

6. Pra voc√™, com a maior participa√ß√£o de outros Estados o n√≠vel das competi√ß√Ķes melhorou?

R. Sim, e deve melhorar a cada ano.

¬†7. Quando voc√™ jogava a regra era um pouco diferente da atual, o que achou das modifica√ß√Ķes implantadas?

R.¬†¬†¬†¬† S√£o modifica√ß√Ķes que incentivam o ataque, sempre visando mais gols, este √© o caminho.

8. Jogador do seu n√≠vel sempre faz falta nas competi√ß√Ķes, quando voc√™ parou de jogar?

 R. Parei em 1998 por falta de tempo para me dedicar e continuar competindo com chances de vitória.

9. Você ainda pretende voltar a competir oficialmente?

   R. Sim, quem sabe no próximo ano eu volto, mas, só se for pelo Palmeiras..

¬†10. Qual a import√Ęncia deste site e que mensagem que voc√™ deixaria para as meninas e os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br?

   R. Esta é uma grande ferramenta de divulgação e para o esporte continuar crescendo precisamos deste tipo de iniciativa.

      Abraços e até breve.

ENTREVISTADO DO M√äS – THAYN√Ā – A BOTONISTA DE PERNAMBUCO

THAYN√Ā Botonista da AABB Caruaru de Pernambuco

THAYN√Ā Botonista da AABB Caruaru de Pernambuco

Para a maioria das pessoas, o Futebol de Mesa é um esporte esclusivo de homens, dificilmente você vê mulheres envolvidas, a não ser como torcedoras, as esposas, namoradas etc, dos botonistas.

O caso fica mais intrigante quando voc√™ v√™¬† garotas jovens e adolescentes “jogando bot√£o”.

Em Pernambuco, precisamente em Caruaru, a capital do Forró do Nordeste, já convivo com uma garota adolescente que começou neste esporte ainda criança e não largou.

Conhe√ßam Thain√° a Botonista de Pernambuco numa entrevista que fiz com ela durante a COPA CIDADE DE GRAVAT√Ā,¬† competi√ß√£o que abriu oficialmente o Campeonato Pernambucano Individual de 2010.

         

Thayn√° e Armandinho

Thayn√° e Armandinho

                                                   PERFIL DA ENTREVISTADA

¬†NOME: THAYN√Ā CAROLINE ARAG√ÉO

SITE / E-MAIL / CONTATO ‚Äď thaynacarolinearagao@hotmail.com

NOME DO TIME QUE COSTUMA JOGAR: CORINTHIANS

¬†FEDERADO A ALGUM CLUBE / LIGA : AABB CARUARU ‚Äď

                       FEDERAÇÃO PERNAMBUCANA DE FUTEBOL DE MESA

 REGRA QUE PRATICA: NA REGRA QUE PRATICA: 12 TOQUES

TIME DE FUTEBOL DO CORAÇÃO: SPORT CLUB DO RECIFE

 

ENTREVISTA

1.      Thayná, quantos anos você tem e como o jogo de botão chegou a você?

Tenho 12 anos e comecei através de meu pai e de meu tio que são botonistas da AABB Caruaru, ele têm uma grande paixão por esse esporte.

2.¬†¬†¬†¬†¬† Sendo a √ļnica jogadora de futebol de mesa de Pernambuco, voc√™ se sente discriminada ou √© tratada igualmente pelos seus advers√°rios?

No início eu me sentia sim, mas depois fui me acostumando e hoje não sinto mais nada, acredito que eles já se acostumaram a enfrentar uma menina.

3.      Como toda garota, você tem amigas que falam de coisas que as meninas gostam. Como entra o futebol de mesa nessa História?

Bom, na verdade falamos pouco sobre isso, j√° que naturalmente as meninas pensam em outras brincadeiras, mas quando falo no assunto elas se sentem curiosas e estranham um pouco, atualmente elas j√° se acostumaram e at√© perguntam se fui bem nas competi√ß√Ķes.

4.      Você procura convencer as outras meninas a jogar e o que elas acham de você está jogando um esporte quase unicamente praticado por homens?

Minhas amigas acham hoje isso normal, e já falei com algumas que tentaram participar também e não continuaram, atualmente estou sozinha.

5.¬†¬†¬†¬†¬† Voc√™ sabe que em outros Estados j√° existe muitas meninas jogando bot√£o, voc√™ pretende um dia fazer algum interc√Ęmbio ou vai continuar apenas em Pernambuco?

Eu sei que existe, inclusive jogando torneios exclusivos para meninas, mas por enquanto vou continuar apenas aqui em Pernambuco.

6.      Já disputei um Campeonato Brasileiro em São Paulo em que uma garota participou jogando de igual para igual com alguns homens, você sonha disputar um evento Nacional assim?

Na verdade não, para mim o Futebol de Mesa é apenas uma forma de me divertir, pois pretendo me dedicar mais aos estudos e para eventos maiores e Nacionais às vezes não podemos conciliar os horários.

7.      Quantos Campeonatos Pernambucanos você disputou, jogando pela categoria infantil?

N√£o sei ao certo quantas competi√ß√Ķes, mas este √© o 4¬ļ Campeonato Pernambucano infantil, pois disputo desde 2007.

8.¬†¬†¬†¬†¬† Sendo a √ļnica representante feminina, como voc√™ faz para treinar?

Como meus tios treinam no clube, eu venho √°s vezes com eles e treino nestes dias com os homens mesmo.

9.      Normalmente os homens acham estranho ter que enfrentar uma mulher em qualquer que seja o esporte, você já teve algum problema na mesa, com seu adversário masculino?

Sim j√° tive, nos primeiros dias em comecei a jogar os meninos acharam que por eu ser mulher n√£o sabia das regras ou qualquer coisa desse tipo e assim tentavam trapacear, mas agora todos me respeitam como qualquer advers√°rio.

10.  Em alguma partida que você venceu, o adversário veio lhe dar parabéns ou simplesmente se sentiu envergonhado ou chateado pela derrota?

Na maioria das vezes eles ficam chateados e envergonhados, pois acham que perder para uma garota é o FIM.

11.¬† ¬†Qual a import√Ęncia deste site e que mensagem que voc√™ deixaria para as meninas e os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br?

√Ȭ†bom que o Futebol de Mesa seja divulgado cada vez mais, e este site tr√°s informa√ß√Ķes importantes, principalmente para meu Estado, que agora como todo o Mundo sabe que este esporte n√£o √© s√≥ para homens.

A minha mensagem é:

FAÇAM DO ESPORTE UM LAZER E NÃO UMA GUERRA.

Obrigada pela entrevista.

ENTREVISTADO DO MÊS РATIENZA РDIRETOR DE FUTEBOL DE MESA DO CORINTHIANS DE SÃO PAULO

 

 

Atienza x Armandinho em Campeonato Brasileiro

Atienza x Armandinho em Campeonato Brasileiro

 

Conheci Atienza desde que lut√°vamos para regulamentar o Futebol de Mesa como esporte Nacional.

Sendo ele um dos fundadores da Federação Paulista de Futebol de Mesa, sempre foi um lutador pelo esporte

Já foi Campeão Brasileiro Master e hoje é o responsável pela ascensão do Corinthians no Ranking paulista de Equipes e é considerado um dos maiores colecionadores de times de botão do País.

Conheçam mais um baluarte no nosso esporte

Segue a entrevista que fiz com ele através de e-mail

Abraços

Armandinho

Atienza 2ATIENZA Como diretor de Futebol de Mesa no Corinthians

PERFIL

NOME: GERALDO DO CARMO ATIENZA

¬†ENDERE√áO PARA CONTATO ‚Äď DEPARTAMENTO DE FUTEBOL DE MESA DO SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

NOME DO TIME QUE COSTUMA JOGAR: CORINTHIANS e SELEÇÃO BRASILEIRA

FEDERADO A ALGUM CLUBE ‚Äď SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

¬†FEDERA√á√ÉO: FEDERA√á√ÉO PAULISTA DE FUTEBOL DE MESA ‚Äď DESDE 1962

REGRA QUE PRATICA: 12 TOQUES

TIME DE FUTEBOL DO CORAÇÃO: SPORT CLUB CORINTHIANS PAULISTA

ENTREVISTA

1.     Primeiro é um prazer estar fazendo esta entrevista com você principalmente depois do que você passou, mas como está o Futebol de Mesa em sua vida hoje?

Fiquei lisonjeado com o convite para esta entrevista. O futebol de mesa vai de vento em popa, progredindo cada dia mais e muito perto da perfeição.

2.¬†¬†¬†¬†¬† √Č verdade que quando voc√™ assumiu a coordena√ß√£o do Futebol de Mesa do Corinthians deixou de participar das competi√ß√Ķes Nacionais, ou seja, virou apenas cartola?

¬† N√£o, n√£o √© verdade, pois cartola sempre fui e o que me afastou das ¬†¬†competi√ß√Ķes¬† nacionais foi o prec√°rio estado f√≠sico que se agravou e s√≥ terminou com uma delicada opera√ß√£o, que j√° n√£o √© mais motivo de preocupa√ß√£o.

 3.      Lembro que você foi Campeão Brasileiro Máster adotando a tática de jogar essencialmente no ataque, a maioria dos botonistas da nossa modalidade joga mais na defesa, o que você aconselha aos iniciantes?

 Segundo o velho ditado, o ataque é a melhor defesa e, ao meu modo de ver, aconselho a todos os iniciantes que joguem sempre no ataque.

4.      Anos atrás havia uma grande disputa e assédio por botonistas que se destacavam aí em São Paulo, o Departamento de Futebol de Mesa do Corinthians forma novos atletas ou também traz para o clube botonistas já consagrados?

O Corinthians passou por uma fase ruim, chegando inclusive a cair para a série A2 há alguns anos. Para sairmos dessa situação demos início a um projeto que deve culminar este ano, que é o do nosso centenário. O projeto consistiu em convidarmos os botonistas corinthianos de renome a fazerem parte do clube em seu centenário. Hoje, o clube conta com 52 botonistas, sendo 12 deles da categoria sub-20.

¬†5.¬†¬†¬†¬†¬† Com as grandes op√ß√Ķes de jogos eletr√īnicos, como dever√£o se comportar os pais no sentido de trazer as crian√ßas para a pr√°tica do botonismo?

Para trazer as crianças para o universo do botonismo promovo em escolas de São Paulo e Atibaia vários work-shops, formando também professores de educação física para que possam ministrar aulas de futmesa em seus colégios. Os pais são os principais convidados, já que o futmesa permite uma integração grande entre pais e filhos.

¬†6.¬†¬†¬†¬†¬† Foi disputado fora do Brasil o primeiro Campeonato Mundial de Futebol de Mesa, voc√™ acha que teremos condi√ß√Ķes de patrocinar um no Brasil?

Sem d√ļvida, existe um trabalho da Federa√ß√£o Paulista de Futebol de Mesa, liderado pelo presidente Farah em conjunto com o poder p√ļblico municipal e estadual, tamb√©m com a iniciativa privada para que o evento seja realizado em um hotel de renome. Fa√ßo parte dessa comiss√£o e, sem d√ļvida, alcan√ßaremos √™xito, para que o evento aconte√ßa em 2011.

 7.      Você era conhecido como um dos maiores colecionadores de times de botão do País, ainda mantém esse hobby e quantos times você tem hoje?

N√£o adquiro times desde 2002 e grande parte dos que tinha foram vendidos ou dados a filhos, netos, sobrinhos e amigos. Atualmente conto apenas com cerca de 120 times.

 8.      A modalidade 12 Toques mudou muita coisa comparada com ela no início da regulamentação com Esporte Nacional na década de 80?

Sem d√ļvida que as modifica√ß√Ķes foram para melhor.

¬†9.¬†¬†¬†¬†¬† Muitas mudan√ßas s√£o propostas nas reuni√Ķes realizadas nos Congressos T√©cnicos durante os Brasileiros individuais, mas muitas n√£o se concretizam, voc√™ acha a modalidade 12 Toques n√£o tem mais muito que mudar?

Tem sim. Todo esporte passa por modifica√ß√Ķes. Veja, por exemplo, o futebol de sal√£o, o basquete, o voleibol etc. Isso acontece para o esporte n√£o se tornar obsoleto, mon√≥tono e vicioso.

¬†10.¬†¬†¬† Qual a import√Ęncia deste novo site e que mensagem que voc√™ deixaria para os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br ?

O site divulga informa√ß√Ķes atualizadas sobre o esporte, estreita la√ßos de amizade, mostra para o mundo uma modalidade esportiva que √© inteligente, de racioc√≠nio e cujas pr√°ticas tem a ver com disciplinas do conhecimento como a f√≠sica e a matem√°tica, como o estudo dos √Ęngulos, de for√ßa, de atrito, de c√°lculo de velocidade e dist√Ęncia.

 Desejo e acredito no grande sucesso deste site, criado por um dos mais renomados botonistas do Brasil.

Parabéns, amigo Armandinho.

ENTREVISTADO DO MÊS JANEIRO- LORIVAL LIMA

 

ENTREVISTADO DO MES

ENTREVISTADO DO MES

LORIVAL ‚Äď O MELHOR FABRICANTE DE BOT√ÉO DO MUNDO

 Conheci Lorival havia mais de 25 anos, sendo filho de fabricante de botão viajei até São Paulo na década de 80 para disputar o primeiro Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa na modalidade 12 Toques com um time fabricado pelo Velho Armando, meu pai, que era o grande artesão de botão de Recife que continua fabricando até hoje com 89 anos.

Para mim bot√£o s√≥ de ‚ÄúSeu Armando‚ÄĚ como o velho era conhecido, havia ouvido falar de Lorival, pois como jogava na Regra Confederada ‚Äď 3 TOQUES, a maioria dos jogadores fazia os bot√Ķes com ele.

Constatei que Lorival além de excelente fabricante levava a vantagem de ter disponibilidade de matéria prima, coisa que meu pai não tinha em Recife.

Realmente descobri outro artes√£o, pois Lorival n√£o s√≥ √© para mim o maior fabricante do Mundo ele tem uma grande virtude, s√≥ entrega suas encomendas perfeitas, se por acaso algum bot√£o for entregue com defeito que ele por ventura entregou sem perceber, sem titubear ele rep√Ķe sem custo.

Mesmo sem contar com um site próprio e dependendo apenas dele, Lorival consegue  atender uma vasta gama de botonistas, principalmente os mais exigentes em todo Brasil e no Mundo como poderemos comprovar na entrevista que fiz com ele através de e-mail e com a paciência e colaboração de sua esposa Nélida.

Segue a entrevista;

1.¬†¬†¬†¬†¬† Voc√™ √© conhecido como o Gepetto do Bot√£o, como voc√™ se interessou a fabricar artefatos para o Futebol de Mesa e quanto tempo voc√™ j√° fabrica bot√Ķes?

Talvez o apelido tenha sido por eu sempre querer inovar nas fabrica√ß√Ķes, eu fa√ßo bot√Ķes e outros artefatos para o futebol de mesa h√° mais de 40 anos.¬†

2.      Existe uma lenda que não existe fabricante que jogue botão com competitividade, você sempre foi só fabricante ou já jogou também seu botãozinho ?

Não sei o por que desta lenda, existe fabricantes que são excelentes jogadores, eu apenas sempre fui apenas fabricante, talvez por ser o precursor na fabricação e ter muitas encomendas nunca tive tempo de jogar.

3.¬†¬†¬†¬†¬† Quando lhe conheci na d√©cada de 80 voc√™ fazia bot√Ķes tamb√©m para a regra de 3 toques, continua ainda est√° fazendo para outras regras ou exclusivamente para a de 12 Toques ?

Um fabricante n√£o deve se restringir a determinada Regra, n√≥s temos que nos atualizar e fabricarmos bot√Ķes para todas a Regras, j√° confeccionei ‚Äúcraques‚ÄĚ para regras que n√£o s√£o oficiais e por isso pouco conhecidas no Brasil. O cliente manda a amostra e eu fabrico.

4.¬†¬†¬†¬†¬† Houve uma evolu√ß√£o muito grande na decora√ß√£o dos bot√Ķes, voc√™ √© um mestre na arte de fabrica√ß√£o, por que n√£o se interessa tamb√©m em decor√°-los?

Eu fabrico os bot√Ķes sozinho, para fazer decora√ß√£o eu terei que desperdi√ßar um tempo que uso para confeccionar meus produtos, eu acho bonito a decora√ß√£o mas n√£o tenho tempo de faze-las, al√©m do mais com tantos recursos ¬†dispon√≠veis o cliente pode ele pr√≥prio fazer sua decora√ß√£o, √© isso que acontece com meus clientes.

5.      Com o intercambio muito grande do futebol de mesa, você tem exportado times para outros paises?

Sim, o Futebol de Mesa cresceu muito e foi muito divulgado, tenho exportado para outros Pa√≠ses como os Estados Unidos, Jap√£o, Inglaterra, Espanha, Bol√≠via, M√©xico, It√°lia e Hungria, principalmente depois do Campeonato Mundial realizado neste √ļltimo Pa√≠s citado.

6.¬†¬†¬†¬†¬† Qual a maior dificuldade para a fabrica√ß√£o dos bot√Ķes, a mat√©ria prima ou a exig√™ncia cada vez maior dos clientes?

√ą a exig√™ncia dos clientes, mat√©ria prima n√≥s temos de boa qualidade inclusive importada, acho que meus clientes muito exigentes, mas gosto disso e procuro atender da melhor maneira, dificilmente tenho que repor algum produto.

7.¬†¬†¬†¬†¬† Os modelos dos bot√Ķes mudaram muito desde a √©poca em que come√ßou?

Sim mudaram muito, inicialmente eram usados materiais prontos, como tampas de vidro de rel√≥gio e bot√Ķes propriamente ditos, agora n√£o eles s√£o fabricados especificamente para o Futebol de Mesa e existem v√°rios modelos.

8.      Qual o tipo de botão mais pedido e qual a grande coqueluche do momento?

Coincidentemente o modelo mais encomendado √© aquele ‚Äúbolado‚ÄĚ por voc√™, que √© o bot√£o modelo VITRINE. Acredito por que para este tipo, o botonista pode manter seus bot√Ķes e modificar a decora√ß√£o no momento que quiser al√©m de ficar uma decora√ß√£o maior, mais vis√≠vel e mais bonita.

9.      Vemos através dos sites que existe uma grande quantidade de fabricantes com sites e propaganda dos seus produtos, você nunca se interessou por isso, isto é por que você já tem seu nome estabilizado e mercado garantido?

Acredito que sim, sou o criador oficial da fabrica√ß√£o dos Bot√Ķes aqui em S√£o Paulo e por isso tenho um nome garantido, acho que para mim a comunica√ß√£o ‚Äúboca a boca‚ÄĚ surtiu muito efeito.

Qual a import√Ęncia deste novo site e que mensagem que voc√™ deixaria para os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br ?

      Este é mais um meio de divulgação para o Futebol de Mesa. Você está de parabéns   Armandinho

Entrevista Dezembro – Oscar Schmidt

CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL DE MESA

CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL DE MESA

Conheci Oscar em um dos Campeonatos Brasileiros que disputei em S√£o Paulo jogando pelo Santa Cruz de Recife.

Quis o destino que o enfrentasse em uma das fases preliminares do Campeonato. Para mim não foi só um jogo, e sim um aprendizado, não no Futebol de Mesa onde reconhecidamente tinha mais experiência que ele, principalmente na modalidade 12 Toques que ele estava aprendendo, mas aprendizado no que diz respeito a humildade e gentileza, pois passei o jogo todo comentando e discutindo a regra com ele. Lembro que antes de chutar uma bola de longe, perguntou-me : conhece o gol Martinho da Vila ? e chutou bem DEVAGAR, DEVAGARINHO no canto. O  placar e minha vitória no fim do jogo pouco importou, mas foi o suficiente para ele me convidar com o sorriso no rosto para um desafio na quadra de basquete logo em seguida. Para minha felicidade, revanche só se pode acontecer no mesmo esporte!

Não é a toa que ele é o ídolo que é. Neste Campeonato quase toda a competição atrasou, isto devido a enorme quantidade de crianças que se juntavam para vê-lo jogar e pedir autógrafos, o que o fazia com todo prazer.

Sempre solícito não titubeou quando lhe pedi para ser o entrevistado do mês.

Segue a entrevista que fiz através de e-mail.

PERFIL

NOME: SITE / E-MAIL / CONTATO ‚Äď oscar14@oscar14.com.br

NOME DO TIME QUE COSTUMA JOGAR: Seleção Brasileira de 70

FEDERADO A ALGUM CLUBE / LIGA / FEDERAÇÃO: Federação Paulista de Futebol de Mesa

REGRA QUE PRATICA: Atualmente  12 TOQUES РJá jogou a Regra de 1 TOQUE

TIME DE FUTEBOL DO CORAÇÃO: Corinthians e Flamengo

ENTREVISTA

1. Quando é perguntado você fala que sempre gostou de jogar botão. Como o Futebol de Mesa chegou até você?

Quando era crian√ßa em Natal comecei a jogar com os bot√Ķes do meu tio Alonso, rapidamente me tornei bom, para os par√Ęmetros do meu bairro, aprendi a fazer os bot√Ķes e vendia aos meninos da regi√£o.

2. Mesmo sem treinar, que √© um dos seus pontos fortes, por falta de tempo na √©poca devido ao compromisso com o Basquete, voc√™ chegou a participar de um Campeonato Brasileiro de Futebol de Mesa em S√£o Paulo e demonstrou talento. Voc√™ acha que chegar√° um dia a disputar competi√ß√Ķes para ganhar como sempre fez no Basquete?

Claro que não, botão pra mim é um hobby, e gosto mais de jogar na regra baiana, que é um toque cada um.

3. Você tem acompanhado a evolução do Futebol de Mesa no Brasil e no Mundo?

Sim, e creio que somente o Brasil tem esse potencial, numa Olimpíada somos favoritos a medalha de ouro.

4. Quando jogamos você tinha um time d0 América de Natal e disse que sempre jogou na Regra Brasileira de 1 Toque, que era a Regra utilizada no Rio Grande do Norte, sua terra Natal. Você chegou a jogar nesta Regra na época da adolescência?

Sim, era a regra que mais gostava, muito mais estratégica e mais condizente com resultados reais do futebol, só não dava para irradiar como na regra 12 toques.

5. Assisti em Recife a sua palestra sobre motivação e gostei muito. Você acredita que este tema tão bem abordado por você pode ser aplicado tanto na área esportiva como também na profissional do ser humano?

Claro, todos nos necessitamos de motivação, alguns conseguem ela sozinhos, mas outros precisam ser motivados, em qualquer atividade, em qualquer área de trabalho.

6. Como esportista consagrado você ainda tem algum sonho no esporte ou se acha totalmente realizado?

Me acho realizado, nem jogo mais basquete, s√≥ jogo futebol, e estou melhorando a cada dia. Quero ver meus filhos crescerem bem e se realizarem e quero ser o melhor palestrante do Brasil, j√° sou o maior…2,05 metros.

7. Sua presen√ßa no nosso site, pela sua import√Ęncia no meio esportivo e na m√≠dia, certamente ser√° um marco e repercutir√° positivamente entre os praticantes do botonismo. Qual a mensagem que voc√™ deixaria para os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br ?

Se voc√™ quiser ser bom em alguma coisa, treine bastante, bastante mesmo…e quando estiver bem cansado…treine mais um pouquinho…

CARLOS CL√ĀUDIO O GURU DAS REGRAS

¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†Conheci Carlos Cl√°udio em participa√ß√£o nos Brasileiros individuais, e mesmo sendo novato na modalidade me impressionou sua maneira de interpretar a regra oficial¬†principalmente se tratando de um profissional da √°rea de Sa√ļde, pois ele √© m√©dico.

Normalmente quem se arvora a penetrar e estudar interpreta√ß√£o de leis e normas √© o profissional da √°rea de direito ou administrativa, mas Carlos Cl√°udio n√£o, entrou firme e forte na Comiss√£o Nacional, que foi designada a fazer melhorias na escrita para interpreta√ß√Ķes de pontos pol√™micos da Regra de 12 Toques, e tem presen√ßa marcante at√© hoje no melhoramento de nossa Regra.

Segue a entrevista que fiz com ele através de e-mail.

NOME: SITE / E-MAIL / CONTATO ‚Äď Carlos Cl√°udio Alencar de Castro

                                                                                       carlosclaudioa@terra.com.br

NOME DO TIME QUE COSTUMA JOGAR:

Meu time de bot√£o, time de inf√Ęncia, com que jogo √© o Tunrquio Futebol Clube, hoje Clube Tunrquio de Futebol de Mesa – CTFM

FEDERADO A ALGUM CLUBE / LIGA / FEDERAÇÃO: REGRA QUE PRATICA:

Jogo pelo Cear√° Sporting Club, filiado √† AFUTMECE ‚Äď Associa√ß√£o de Futebol de Mesa do Cear√°.

Pratico a Regra Oficial de 12 TOQUES

TIME DE FUTEBOL DO CORAÇÃO: Ceará Sporting Club

 ENTREVISTA

1.      Como o Futebol de Mesa chegou até você?

J√° aos 5 anos jogava bot√£o no ch√£o de minha casa em Juazeiro do Norte. Com 6 anos, ganhei um ESTREL√ÉO e ‚Äúele‚ÄĚ me acompanhou at√© os primeiros anos de faculdade (83-84). Em 2003, pesquisando na internet, vi o site do Reynaldo (Bola e Bot√£o), depois conheci seu Marcelino e a√≠, reaprendi o gosto pela pr√°tica e pela t√©cnica, no caso da t√©cnica, aprendi, j√° que para mim era uma maneira de jogar e materiais completamente diferentes dos que estava habituado.

2.¬†¬†¬†¬†¬† S√≥ nestes √ļltimos anos que o Cear√° come√ßou a participar de eventos Nacionais.¬† Pode nos contar como foi essa entrada neste esporte?

O marco inicial foi um torneio que tive a ousadia de promover em um shopping de Fortaleza, em 2004, na loja Centauro, daí formamos um grupo que, apesar das mudanças de componentes, permanece até hoje; desde 2004 temos participado de eventos nacionais.

3.      O Futebol de Mesa vem crescendo muito ultimamente, você acredita que futuramente poderemos ter um Campeonato Brasileiro com representante todos os Estados do Nordeste?

Um problema que eu vejo no Nordeste √© a diversidade de regras praticadas, sendo que h√° predomin√Ęncia gritante de uma s√≥ dependendo do Estado.

4.¬†¬†¬†¬†¬† Voc√™ √© medico de profiss√£o, no entanto sempre foi um batalhador na interpreta√ß√£o e modifica√ß√Ķes na Regra de 12 Toques que normalmente √© papel de advogado e administradores. Como enveredou para essa √°rea?

Quando eu comprei o material ‚Äúmoderno‚ÄĚ para jogar em 2003, tive que criar uma regra: ‚Äútr√™s toques cearense‚ÄĚ; criar uma regra foi um aprendizado muito grande no que se refere a pensar nas diversas possibilidades t√©cnicas; quando fiz o torneio na Centauro, precisava de uma regra oficial, passei a estudar a ‚Äúbola 12 toques‚ÄĚ e vi que havia lacunas nos textos dispon√≠veis, foi quando interessei-me em contribuir para termos um texto mais claro e completo.

5.¬†¬†¬†¬†¬† Ainda com rela√ß√£o a interpreta√ß√Ķes e modifica√ß√Ķes da Regra Oficial vigente, voc√™ acredita que ainda tenha muitos pontos pol√™micos e que ainda sofrer√£o modifica√ß√Ķes?

N√£o tenha d√ļvida, esse √© um universo que tem muito a ser explorado.

6.¬†¬†¬†¬†¬† Quando voc√™ come√ßou a jogar a Regra de 12 Toques ela praticamente n√£o era utilizada no Nordeste, apenas em Pernambuco e Alagoas. Quais os pontos fortes da mesma e quais foram as melhores modifica√ß√Ķes efetuadas desde que voc√™ come√ßou a compor a Comiss√£o Nacional de estudos sobre atualiza√ß√Ķes e interpreta√ß√£o da Regra?

Acho que ela se assemelha muito ao futebol, a n√£o ser pelo n√ļmero de gols, mas isso se parece com os jogos de bot√Ķes de minha inf√Ęncia: muitos gols e emo√ß√£o. A perda de posse de bola ap√≥s chute a gol me pareceu uma mudan√ßa muito interessante, n√£o pela quest√£o t√©cnica mas pela dissipa√ß√£o de muitas d√ļvidas que os lances promoviam: trave, goleiro…..?

7.¬†¬†¬†¬†¬† Voc√™ anda meio afastado das atividades de ‚Äújogador‚ÄĚ, mas √© sempre cobrada sua presen√ßa nas competi√ß√Ķes e fez muita falta no NORDEST√ÉO que fizemos em Recife. Quando deixar√° de ser apenas CARTOLA e retornar√° aos jogos?

A minha condição atual de coordenador de uma UTI Neonatal em Fortaleza tem me consumido muito tempo, mas como chefe não é para sempre, espero logo estar de volta às mesas.

8.¬†¬†¬†¬†¬† Qual a import√Ęncia deste novo site e que mensagem que voc√™ deixaria para os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br

Armandinho √© uma lenda viva do futebol de mesa brasileiro e algo que tenha sua chancela ‚Äú√© de responsa‚ÄĚ. N√≥s ganhamos um grande instrumento para alavancar o nosso esporte…. grande iniciativa.

Carlos Cláudio é um estudioso de Regras

Carlos Cláudio é um estudioso de Regras

NILSON RODRIGUES РTETRA CAMPEÃO BRASILEIRO MASTER

 

HEGEMONIA NO PARAN√Ā

HEGEMONIA NO PARAN√Ā

  O campeoníssimo Nilson além de ser meu amigo é o meu carrasco nos campeonatos Brasileiros. Com ele tive o prazer de disputar duas finais de Campeonatos Brasileiros categoria Master Ouro e perdi as duas, além de um excelente Jogador é um gentleman na mesa, educado e leal.

Faz parte da plêiade de botonistas que lutaram para a legalização do Futebol de Mesa como esporte amador no Brasil.

Segue a entrevista que fizemos com ele via e-mail.

PERFIL

Nome: Nilson de Souza Rodrigues

Email: nilsondesouzarodrigues@yahoo.com.br

Cidade: Curitiba

Nome do time que costuma jogar: Joga com diversos times, pois tem o h√°bito de trocar sempre. Atualmente, joga com Brasil, It√°lia, Portugal, Santos, S√£o Paulo, Bayern Munich, Fiorentina, Milan e Los Angels Lakers.

Federado a algum clube / liga / Federação: Clube Curitibano / Liga metropolitana de Curitiba / Federação Paranaense de Futebol de Mesa

Regra que pratica: 12 toques e iniciante do Dadinho

Time de futebol do cora√ß√£o: Clube de Regatas Flamengo ‚Äď RJ

ENTREVISTA

1. Como o futebol de mesa chegou até você?

O futebol de mesa chegou ao meu conhecimento, como futebol de bot√£o, quando eu era crian√ßa; jogava com bot√Ķes de roupa no ch√£o e na mesa da sala de jantar. A regra era a ‚Äúleva-leva‚ÄĚ, sem limite de toques, aprendida no livro do Fred Mello. Quando morava em Guarapuava, comprei uma mesa da Brianezi e ensinei meus filhos a jogar. Como futebol de mesa, atrav√©s de um cartaz anunciando um torneio em Curitiba, em 1991.

2. Pode nos contar sua história no Futebol de Mesa?

A minha hist√≥ria come√ßa em 1991 quando disputei o primeiro torneio em Curitiba e fiquei conhecendo o pessoal da Federa√ß√£o e os botonistas daquela √©poca. A partir da√≠, eu e meus filhos, Rodrigo e Roberto, come√ßamos a jogar ‚Äúprofissionalmente‚ÄĚ, participando de todos os torneios e campeonatos organizados pela Federa√ß√£o. Quando criaram a categoria m√°ster, comecei a ganhar t√≠tulos, j√° tendo conquistado quatro vezes o Brasileiro (1994, 1997, 2004 e 2008), duas vezes a Copa do Brasil (1996 e 2008) e v√°rias vezes o Paranaense e a Ta√ßa Paran√°.

3. Olhando o Futebol de Mesa ultimamente, para voc√™ o que mais evoluiu desde a √©poca que foi criada a CBFM ‚Äď Confedera√ß√£o Brasileira de Futebol de Mesa?

Com certeza, a organização..

4. Todos os seus adversários notam sua preocupação em anotar seus gols e também do seu oponente, você sempre fez isto, quando começou e como mantém este arquivo histórico?

Desde que comecei a jogar, eu peguei a mania de anotar os resultados. J√° fazia isso em cadernos escolares, que infelizmente se perderam no tempo, na minha adolesc√™ncia. Quando comecei a participar da regra 12 toques, desde o meu primeiro jogo anotei em cadernetas, as tenho guardadas at√© hoje, o nome do meu advers√°rio, o time que eu joguei os n√ļmeros dos meus jogadores que marcaram gols e tamb√©m o n√ļmero dos jogadores marcadores dos gols dos advers√°rios. Mantenho atualizado no computador o scout anual, com o n√ļmero de jogos, n√ļmero de vit√≥rias, de empates, de derrotas, gols marcados e sofridos, al√©m da m√©dia de cada item. E n√£o precisa ser jogo oficial, qualquer partida que eu fa√ßo, desde que as regras sejam obedecidas, vai para a minha estat√≠stica.

5. O Futebol de Mesa sofre uma concorr√™ncia muito grande com os jogos eletr√īnicos, voc√™ conseguiu fazer do seu filho um excelente botonista, tendo ele j√° conseguido o t√≠tulo de Campe√£o Brasileiro. Qual o conselho que voc√™ d√° aos pais, velhos botonistas, para que atraia seus filhos para jogar bot√£o?

Eu levei uma grande vantagem sobre os pais atuais porque naquela √©poca o Atari n√£o exigia tanta aten√ß√£o como os games de agora. Mas se fizerem o que eu fiz: comprar uma mesa, comprar os times e, principalmente, jogar com eles, ser√° um atrativo que com certeza ganhar√° dos jogos eletr√īnicos. Este √© o meu conselho.

.6. No seu Estado, o Paraná, qual a modalidade de Futebol de Mesa é mais praticada e como este esporte e visto pela mídia local?

A modalidade mais praticada √© a ‚Äúbola ‚Äď 12 toques‚ÄĚ. Estamos come√ßando a praticar a modalidade ‚Äúdadinho ‚Äď 9 x 3‚ÄĚ e realizamos o primeiro paranaense da regra neste m√™s e j√° est√° programado para outubro, o 1¬ļ campeonato brasileiro da regra. A m√≠dia n√£o faz nada espontaneamente. Temos conseguido algumas not√≠cias e alguns programas esporadicamente. No geral, a sensa√ß√£o que tenho √© de desconhecimento e falta de interesse.

.7. Em relação ao Futebol de Mesa, você ainda tem um sonho?

Claro que tenho. Ver o nosso esporte ser praticado por mais pessoas e atingir o status de esporte olímpico. O Campeonato Mundial já aconteceu recentemente na Hungria.

8. Qual a import√Ęncia deste novo site e que mensagem que voc√™ deixaria para os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br?

Iniciativas com esta s√£o sempre importantes e agrad√°veis. Eu sou leitor ass√≠duo do Futebol de mesa news e sei que, a partir de agora, terei uma nova fonte de conhecimento do nosso esporte. √Č muito bom saber o que est√° acontecendo com o futebol de mesa em todos os cantos do Brasil onde ele √© praticado. Aos leitores deixo uma sauda√ß√£o afetuosa e o convite, para aqueles que ainda n√£o s√£o praticantes, que procurem uma agremia√ß√£o e venham fazer parte desta maravilhosa fam√≠lia de botonistas.

José Jorge Farah Neto

Farah e sua coleção de times

Farah e sua coleção de times

Conheci Farah no final da década de 80, quando lutavamos para a legalização do Futebol de Mesa como Esporte oficial brasileiro, hoje ele é o atual Presidente da CBFM РConfederaçao Brasileira de Futebol de Mesa e foi o criador do maior site deste esporte no Brasil que é o www.futeboldemesanews.com.br.

Segue a entrevista que fizemos com ele via e-mail.

PERFIL

Nome: José Jorge Farah Neto
Site:
www.futeboldemesanews.com.br
Email:
king@futeboldemesanews.com.br
Cidade: S√£o Paulo
Nome do time que costuma jogar: Guarani FC de Campinas
Federado a algum clube / liga / Federação: Federação Paulista de Futebol de Mesa e Circulo Militar de São Paulo alem da CBFM
Regra que pratica: 12 toques

Time de futebol do coração: Guarani FC de Campinas РSP

ENTREVISTA
1. Como o futebol de mesa chegou até você? Nos conte um pouco da sua história no esporte.

Desde 1964, pratico o jogo de bot√£o ludico jogando comigo mesmo ou com amigos de colegio e da rua aonde morava, em 1975 tive o primeiro contato com o bot√£o de acr√≠lico hoje denominado de bot√£o profissional e n√£o gostei eu jogava com tampas de rel√≥gio e assim continuei ate 1986 quando comecei a jogar com o bot√£o de ac√≠lico federei-me a federa√ß√£o paulista em 1988 aonde estou ate hoje j√° h√° 23 anos, hoje como presidente da mesma acumulando tambem a fun√ß√£o de presidente da confedera√ß√£o brasileira de futebol de mesa, alem disto sou colecionador de times de bot√£o e minha cole√ß√£o tem aproximadamente dois mil e quinhentos times diferentes, ainda tendo uma parte dela exposta no museu do futebol em s√£o paulo no estadio do pacaembu, que voces podem ver algumas fotos no meu blog http://farahneto.zip.net/ fa√ßo um trabalho muito grande no estado de s√£o paulo para difundir e divulgar o futebol de mesa e estamos no momento participando da cria√ß√£o da faculdade do esporte aonde pretendemos que o futeobl de mesa seja uma das diciplinas, em breve termos mais not√≠cias sobre isto, sou tambem co-autor do almanaque do futebol paulista editado em 2000/01/02/03 e 2004, sou jornalista respons√°vel pela organiza√ß√£o do site futeboldemesanews, participo do rsssf ‚Äď brasil e internacional como pesquizador do esporte que sou alem de participar de um blog sobre historia e pesquisas do futebol.

2. Temos visto que o futebol de mesa vem crescendo ultimamente, você acredita que futuramente o mesmo pode ser transformado em um esporte olímpico?

Infelizmente eu não verei isto acontecer pois precisamos ainda concertar muita coisa internamente para que ele cresça tambem no ambito mundial.

3. Sendo o representante do brasil no √Ęmbito internacional como voc√™ v√™ a situa√ß√£o do futebol de mesa fora do pa√≠s?
Estamos fazendo um grande trabalho de divulgação na europa, japão e estados unidos, alem da américa latina mas ainda é muito pequeno perante tudo que pretendemos.

4. Com a realiza√ß√£o deste 1¬ļ campeonato mundial realizado fora do brasil e sendo nosso pa√≠s o criador do esporte, quando teremos um campeonato mundial aqui?
As previs√Ķes s√£o para que em 2011 poderemos ter no brasil o primeiro mundial com a presen√ßa real de atletas europeus.

5. Em relação ao futebol de mesa, você ainda tem um sonho?
Ver as crianças praticando, em escolas e parques da prefeitura, enfim ver as crianças falando e fazendo o futebol de mesa uma realidade.

6. Qual a import√Ęncia deste novo site e que mensagem que voc√™ deixaria para os leitores do www.armandinhofutmesa.com.br ?
Parabens armandinho somos amigos a desde 1989 quando o conheci no primeiro brasileiro e fico feliz que voce seja um grande divulgador dos 12 toques em seu estado, aproveito seu espaço tambem para dar meus parabens a todos de pernambuco por divulgar o futebol de mesa em todas as regras, tragam as crianças para as mesas de botão precisamos deixar este legado, muito obrigado.